Publicado por: janeladasloucas | 07/04/2010

TWO HUNDRED

Autor: Pedro Castelos
Enviada por: webmaster

A moça chamava a atenção naquele site de relacionamento. Trinta e nove anos, loura exuberante, formada em Economia pela URFJ, inglês fluente, solteira, sem filhos, mora sozinha, independente, 1m e 69, 58 quilos e liiiiiiiiindissima!!! Gostava de cinema, e os filmes que citava batiam com os meus preferidos. Os livros idem… e a culinária grega mais um ponto comum.
Até aí nada de novo, mas todos aqueles predicados davam pra ficar com uma orelha atrás da pulga e um elefante atrás do ouvido.
Bem, não custa tentar… pensei. De repente ela está carente, brigou com o namorado e precisa de um alguém pra chamar ‘dirceu’.
Primeiro é bom conferir as outras fotos… Todas correspondiam a uma deusa do Olimpo… formas perfeitas e sorriso matador.
Meu nome não é Dirceu… nem Prometeu… nem Ptolomeu… mas eu sou eu .. e pronto. Não sou de jogar fora…. tenho uma cultura razoável sobre Grécia antiga, dizem que sou um bom papo e tenho um centímetro a mais que ela. (que pode não significar nada se ela botar um salto 10).
Depois de duas mensagens, incluí-la nas ‘preferidas’ e mandar flores virtuais.. ela finalmente respondeu.
Disse que queria me conhecer sim.. mas que estava indo pra Minas naquele fim de semana porque o avô estava muito mal. Ok, no problem.. marcamos quando ela voltasse.. no outro fim de semana.
Assim foi. Trocamos celulares e acertamos detalhes do esperado encontro divino entre a deusa e o fiel ajoelhado.. quase de 4 a essas alturas. Fiquei imaginando loucuras durante aqueles sete dias precedentes… caso ela realmente gostasse de mim.
No dia do encontro ela ligou às 10 da manhã e me pediu, se eu não me incomodaria em pegá-la no aeroporto de Cumbica. Ela chegaria por volta de duas da tarde, no vôo 567 da TAM. Concordei na hora: – Sem problemas… Te pego sim.. com o maior prazer!
E lá fui eu.. Caprichei na roupitcha, passei o meu Clinique, sapato com um salto que me deixa 5 cm maior e mandei lavar o carro. Tava tudo no estrinques. Vou sair bem mais cedo.. porque a marginal à tarde.. humm… Depois a Airton Senna.. putz.. melhor sair 2 horas antes. O congestionamento começava na marginal Pinheiros… e daí pra frente a velocidade média era 10 km/h. Calculei errado. Vou chegar atrasado.. mifu!
Não deu outra. Quando cheguei, quase meia hora atrasado, corri feito louco pelo saguão do aeroporto até a ala de desembarque. Olhei o painel de chegadas e localizei o vôo 567 na lista. Tinha aterrissado no horário previsto.. procedente de Porto Alegre. Porto Alegre?… ué!
Conforme descrição lá estava a tal loura, com a roupa que disse que estaria, saia curtíssima, na cabeça um chapéu de gaúcho trilegal, botas altas de cano alto, sentada em cima de 3 malas e um bichinho de pelúcia na mão com os dizeres “I love Gramado”. A cara era de poucos amigos.. ou nenhum! Cabelos de quem tivesse saído do banho da toalete do avião (se lá houvesse chuveiro… rsrs) e ao me reconhecer foi logo dizendo: – Isso é hora?.. Tô aqui feito palhaça esperando há séculos! Eu não mereço isso! … Meu sorriso amarelo me deixou alguns centímetros mais baixo diante daquela deusa desgrenhada. Me desculpei e perguntei aonde ela queria que a levasse. Ela, com aquele olhar de desdém, me medindo, disse: -Pode me levar ao lado do shopping Iguatemi no L’Officiel para eu dar um jeito neste cabelo?
“Sim, claro!”, respondi. Ela completou: – Você poderia me emprestar um dinheiro porque não tive tempo de passar no caixa eletrônico? “Quanto?”, perguntei. – Two hundred!….mostrando dois dedos pra mim.. ! ” Two hundred o que? … dólares?”, insisti – Yes, respondeu…
“Ok, you´re welcome!”, concordei.
No caminho do estacionamento perguntei a ela: – Mas você não tinha ido a BH em Minas visitar o seu avô doente?.. e chegou num vôo de Porto Alegre?
Ela parou, virou-se com uma cara mais injuriada ainda e me respondeu na lata: – Tá me chamando de mentirosa?.. Tá pensando que eu sou o que?
(“Não estou pensando nada… tenho certeza!”, falando com meus botões.) E o caminho foi silencioso e sepulcral naquelas 3 horas de volta até chegar ao shopping. Eu mereço esse presente de grego.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: